Batatas coradas no forno

Uma das coisas que menos gosto na cozinha é fritura. Além de adicionar todo aquele óleo a sua comida, não lembro de nenhuma vez que tentei fritar alguma coisa e não terminei a empreitada com pelo menos uma pequena queimadura.

Mesmo assim, adoro batatas coradas, que são tradicionalmente fritas. No entanto, descobri que fazê-las no forno poupam grande parte do trabalho e reduzem bastante a quantidade de gordura envolvida.

batatas coradas assadas

Tempo de preparo: 15 minutos Tempo de espera: 35-50 minutos

 

Ingredientes:

Batata (1 por pessoa)

Sal

Azeite

Modo de preparo:

Lave as batatas e corte-as em cubos de cerca de 1 cm (não precisa descascar). Espalhe-as em uma forma anti-aderente de modo que todas as batatinhas estejam em contato com a forma. Tempere com sal a gosto e regue com azeite. Leve ao forno pré-aquecido por 35 a 50 minutos, até que as batatas estejam macias por cima e torradinhas com baixo.

2 Saladas de maionese

Fazendo a maionese caseira como a do post anterior, ou comprando maionese pronta, as combinações abaixo são minhas favoritas pra saladas com sustância, que são bons acompanhamentos ou verdadeiras refeições.

 

Salada de Macarrão- Ingredientes:

1 e 1/2 xícara de Penne, Fusilli ou Farfalle cozido e frio

1 tomate

2 colheres de sopa de azeitona

1/2 lata de atum ralado

1 colher de sopa de cheiro verde

Maionese a gosto

Tempera com Mostarda, sal, cebola ralada e pimenta a gosto

Salada de Atum com Maionese

Rendimento: 1 porção (como prato principal)

 

Salada de Batatas – Ingredientes:

400g de batatas

200g de cenouras

200g de batata doce (todas em cubinhos de 1 cm, cozidas em água com sal)

150g de presunto, peito de peru, camarão cozido ou outra proteína que goste

3 colheres de sopa de cheiro verde

Maionese

Tempere com mostarda, ketchup, sal, pimenta e cebola ralada a gosto

Salada de Batata com Maionese

Rendimento: 5 porções (como acompanhamento)

Maionese caseira

Pra mim, algumas calorias e gorduras valem a pena, se forem feitos da maneira correta. Maionese que você compra no supermercado, não é uma delas. Mas essa maionese caseira é outra conversa. O gosto é super leve e tempera bem qualquer salada.

Além disso, é um prato que tenho grandes lembranças da infância pois faz parte de quase todas comemorações lá em casa (Natal, Páscoa, aniversários). E, por algum motivo, desde pequena minha mãe confiava a mim a tarefa de fazer a maionese! Lembro até de, quando tinha 10 ou 12 anos, ensinar nossa empregada a prepará-la. Quando ela me perguntou “e quando você sabe que a maionese está pronta, com qual quantidade de óleo”, respondi “não sei, paro quando meu braço não aguenta mais misturar”. Queimando calorias antes de comer!! Ta aí a receita da maionese. No próximo post, escrevo 2 receitas de saladas de maionese.

Maionese Caseira

Tempo de preparo: 20 minutos. (+20 minutos para cozimento do ovo)

 

Ingredientes:

1 gema cozida

1 gema crua

1 colher de chá de mostarda

1/2 colher de chá sal

1 colher de sobremesa de cebola ralada

300-400 ml de óleo de milho

 

Modo de Preparo:

Passe a gema cozida por um coador, apertando com os dedos, para que ela fique quase em pó. Em uma vasilha redonda junte as 2 gemas, a mostarda, a cebola, o sal e misture. Coloque um paninho úmido em baixo da vasilha pra ela não escorregar enquanto mistura o óleo. Com uma colher comprida misture vigorosamente enquanto vai despejando o óleo aos poucos na vasilha. A ideia é só despejar mais óleo quando o resto já estiver incorporado na vasilha. Com 300 ml de óleo a maionese já está boa, mas pode acrescentar mais óleo se quiser “render” mais.

Ah, maionese é um item muito fácil de desandar, então sigo a risca algumas dicas que podem parecer superstição, mas … “who knows”, melhor garantir: termine de misturar a maionese com o mesmo braço que começou, sempre girando para o mesmo lado. Se começou com braço direito, girando em sentido horário, termine assim…não importa se o braço estiver cansado: continue assim! Seguindo a mesma lógica, não passe a maionese pra ninguém terminar pra você!

Dica: coloque um paninho úmido em baixo da vasilha pra ela não escorregar enquanto mistura o óleo.

Bife acebolado aperitivo

Com os preços de restaurantes e barzinhos cada vez mais proibitivos no Rio de Janeiro, nada melhor do que uma comidinha caseira com cara de comida de boteco. Um dos meus favoritos é o filé acebolado, com molho suculento, que faz um simples pão francês ficar quase tão bom quanto a própria carne.

File acebolado

Tempo de preparo: 20 minutos. Rendimento: 2 porções

 

Ingredientes:

2 bifes de alcatra cortados em cubos

sal e pimenta

2 colheres de sopa de manteiga

1/2 cebola em fatias finas

1/3 xícara de chá de vinho

2 colheres de sopa de molho shoyo

1 colher de sopa de farinha

1/2 xícara de chá de água

 

Modo de Preparo:

Tempere os cubos de carne com sal e pimenta a gosto. Derreta a manteiga em uma frigideira grande e frite a carne em fogo alto por alguns minutos (eu gosto dela vermelhinha por dentro, então, é menos de 1 minuto de cada lado). Separar a carne em um prato, deixando a manteiga na panela. Abaixe o fogo, adicione a cebola e refogue por 3 a 4 minutos, até que ela fique transparente. Adicione o vinho e deixe ferver para evaporar o álcool. Coloque o shoyo e a farinha, mexendo sempre. Complete com a água aos poucos para dosar a textura do molho. Junte os cubos de carne na panela por alguns segundos e sirva em seguida, com pão francês quentinhos pra molhar no molho!

Yogoberry

É uma pena que Blueberries (ou qualquer outra berry) sejam tão caras no Brasil. Essas frutinhas são deliciosas e muito versáteis. Acabei de fazer uma sobremesa que demorou 5 minutos para preparar, é super saudável e pode deixar pronta no congelador pra qualquer momento que você queira uma coisa doce, azedinha e refrescante. Olha aí:

yogoberry

 

Ingredientes:

1 caixa de Blueberries

1 pote de iogurte grego

 

Modo de preparo:

Depois de lavar as Blueberries coloque-as no mesmo pote do iogurte. Com uma colher tire as frutinhas uma a uma do pote iogurte, espalhe uma a uma separadinhas em um prato raso e leve ao congelador. Após cerca de meia hora as frutinhas estão congeladas com uma perfeita cobertura de iogurte. Delícia!

A receita original sugeria misturar mel ao iogurte. Experimente assim também!

Suflê de peixe

Desde sempre convivi com meu pai indo pescar no Pantanal pelo menos uma vez por ano e (quase sempre ) trazendo kilos de peixe fresco pra casa. Assim, me acostumei a sempre comer peixe, de todas a maneiras possíveis. Umas das minhas favoritas é aquele feito na brasa: peixe inteiro, com escamas, aberto ao meio, bem temperadinho e assado na churrasqueira. E, o melhor, é que sempre sobra um restinho de peixe pra fazer um delicioso suflê no dia seguinte.

Por algum motivo, o suflê é um prato que assusta muita gente na cozinha (inclusive eu!). Mas como gosto muito desse prato, um dia tomei coragem e fiz a receita, de acordo com o antigo caderno de receitas da minha mãe.

Suflê_de_peixe Receita

E não é que deu certo, sem grandes dificuldades… Se não quiser fazer com “restos” de peixe, pode pegar 2 filés de  peixe de sua preferência e grelhar especialmente para a receita

 

Ingredientes:

1 xícara (bem cheia) de peixe assado desfiado

2 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de cebola cortada em pedacinhos

1 dente de alho cortado em pedacinhos

4 colheres de sopa de cheiro verde bem picadinho

3/4 xícara de leite

3 gemas e 3 claras

1 colher de sopa de maisena

3 colheres de sopa de queijo ralado

sal a gosto

Sufle de Peixe

Tempo de preparo: 30 minutos. Tempo de espera: 45 minutos. Rendimento: 4 porções

 

Modo de preparo:

Refogue o alho e a cebola no azeite por alguns minutos e junte o peixe e o cheiro verde, mexendo por alguns minutos para juntar os sabores. Reserve. Em uma panela junte as gemas, leite, maisena e queijo ralado e misture bem antes de levar ao fogo. Em seguida, cozinhe mexendo sempre, até que forme um mingau grosso. Bata a clara em neve. Misture todos os itens e verifique se o sal está como gostaria. Coloque em um pirex, sem encher completamente para deixar espaço para o sufle crescer. Asse em forno médio pré-aquecido por 35-45 minutos, até que estejam bem dourados.

Salada caprese diferente

Pra inovar um pouco na salada, peguei os ingredientes da tradicional salada caprese (tomate, muzzarela de búfalo e manjericão) e acrescentei castanha de caju e mel, que trazem sabores contrastantes e surpreendentes. E, como toda salada, exige esforço zero!

Caprese diferente

Tempo de preparo: 15 minutos. Rendimento: 1 porção

 

Ingredientes:

1 tomate cortado em cubinhos

3 muzzarelas de búfalo pequenas

1 palmito cortado em fatias

15-20 castanhas de caju cortadas em metades

3 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de mel

1 colher de sopa de molho pesto

sal a gosto

folhinhas de manjericão para decorar

Modo de preparo:

Junte todos os ingredientes em uma vasilha e ajuste ingredientes do molho (sal, mel e pesto) a gosto.

Entradas Mais Antigas Anteriores