Crocante de chocolate

CHOCOLATE. O que mais posso dizer? Bem… crocante! Essa sobremesa me chamou muita atenção em um dos programas do Jamie Oliver por ser muito fácil de fazer e muito versátil.

Parece muito com o que conhecemos como “Salame de Chocolate”, mas tem uma variedade maior de ingredientes. O que quer dizer também que pode ser adaptado para o que você tiver em casa ou os ingredientes de sua preferência. Os biscoitos podem ser Maisena, Maria, Cookies, Bono etc. Pode-se usar nozes, castanha do Pará, castanha de caju, passas, entre outros.

Ingredientes:

50g de pistache sem casca

50g de pecãs

100g de Biscoito Maisena

5 damascos secos

150g de manteiga sem sal

200g de chocolate meio amargo

30g de marshmallows

Modo de Preparo:

Quebre os biscoitos em pedaços pequenos e coloque em uma vasilha grande (achei fácil e terapêutico colocar os biscoitos dentro de um pano prato, fazer uma trouxinha, e batê-la contra a pia). Pique os damascos e as pecâs em pedaços de cerca de meio centímetro e os pistaches ao meio. Junte tudo aos biscoitos.

Em uma panela em fogo baixo derreta a manteiga e adicione o chocolate e os marshmallows. Mexa bem até que ambos estejam derretidos. Não deixe de mexer para que a mistura não queime no fundo.

Junte o chocolate derretido com os secos e misture bem. Despeje em uma forma forrada com filme plástico, pressione para que a mistura preencha bem os espaços e leve ao refrigerador por cerca de 4 horas.

Desinforme para servir. Com um coador, polvilhe cacau em pó em cima para decorar.

Meu Primeiro Post

Eu não me lembro a primeira vez que cozinhei. Lá em casa minha mãe sempre achou importante que nós soubéssemos fazer o básico na cozinha e nos ensinou coisas simples como refogar cebola, fazer arroz e temperar feijão. Mais do que isso, ao observar e participar da cozinha desde cedo acho que vamos desenvolvendo feeling para a coisa.

Depois disso, minha segunda escola foi a necessidade. Em 2003 fui fazer um intercâmbio nos Estados Unidos. Meu budget de estudante não me permitia muitas extravagâncias culinárias (ou nenhuma) e, para não ficar refém de todo tipo de junkie food que os americanos adoram, me vi obrigada a cozinhar. Com isso, sou das poucas pessoas que conheço que foi fazer intercâmbio nos EUA e seis meses depois voltou 3 kg mais magra para o Brasil.

Em 2009 fui morar na Inglaterra e, embora os problemas de budget já não fossem tão relevantes, em poucas semanas constatei o que muitos já sabem: a culinária inglesa é muito limitada e almoçar sandwich todos os dias não me parecia uma opção. Voltei então a cozinhar e notei que me divertia muito com isso.

Desde que voltei ao Brasil continuei cozinhando, embora com menos frequência de quando era estudante. Adoro programas de culinária e vira e mexe pesquiso na internet novos pratos. De qualquer maneira, nunca fiz nenhum curso ou tenho qualquer pretensão de ter culinária como algo mais do que um hobby. Mas achei que seria interessante compartilhar com vocês algumas receitas interessantes e simples.

Com isso, embora não saiba quando foi a primeira vez que cozinhei, essa é a primeira vez que publico qualquer coisa na internet. Sejam bem vindos ao meu blog e espero que vocês aproveitem!